Soluções

FM-200

Por muitos anos o gás Halon 1301 foi conhecido e reconhecido como um dos mais efetivos e rápidos agentes para o combate a incêndios em riscos elétricos e eletrônicos.

Apesar de todos os benefícios, o Halon 1301 era também considerado prejudicial ao meio ambiente, pois apresenta grande potencial de destruição da camada de Ozônio da atmosfera.

A produção de FM-200 se iniciou após a interrupção da fabricação do gás Halon 1301 em 1993, e é considerado atualmente o melhor agente substituto para o gás

Halon, sendo utilizado com sucesso no mundo inteiro.

O seu mecanismo de supressão do fogo é ativo, onde o incêndio é resfriado fisicamente a nível molecular, inibindo a reação em cadeia da combustão, e assim, prevenindo maiores perdas nas áreas protegidas, bem como riscos aos seres humanos.

O gás FM-200 é especialmente usado na proteção de equipamentos eletrônicos delicados e de alto valor, pois não deixa resíduos corrosivos, nem provoca choques térmicos ou condensação.

Este gás é utilizado em áreas ocupadas por pessoas, pois não é considerado tóxico nem asfixiante, nas concentrações de 7 a 9%, permitidas na norma NFPA 2001(National Fire Protection Association).

O gás FM-200 possui ODP (potencial de destruição da camada de Ozônio) igual a zero, não sendo prejudicial à atmosfera e ao meio ambiente.

Cilindros Beta – Chemetron Fire Systems

Os Sistemas FM-200 série Beta projetados pela Digisensor, são sistemas de combate automático de incêndios e são compostos por 4 componentes básicos e respectivos acessórios.

  • Componentes do gás FM-200
  • Painel de detecção e comando
  • Dispositivos de detecção e alarme
  • Completer kit

Características:

  • 1. Os componentes do FM-200 são o agente extintor, suporte de fixação do cilindro e os difusores de descarga.
  • 2. O painel de detecção e comando é o gerenciador do sistema, sendo usado para monitorar os detectores, temporizar e comandar os dispositivos de alarme e extinção.
  • 3. Os dispositivos de detecção e alarme, são os elementos instalados nos locais protegidos, que descobrem o princípio de incêndio e ativam sinais de alarme sonoros e visuais.
  • 4. Completer kit são as mangueiras, conexões, manômetro, atuador manual e válvula solenóide, necessários para operar automaticamente a válvula do cilindro.

O Sistema Beta e todos os seus componentes, são testados para aplicações de inundação total e deverão ser usados de acordo com os requerimentos da NFPA 2001 – National Fire Protection Association. Uma aplicação do tipo inundação total, pode ser definida como a descarga de FM-200 em um determinado volume, que deverá ser mantido estanque, durante e após a descarga.

O projeto deste sistema requer que o agente extintor FM-200 seja descarregado de seu cilindro dentro de um período de 10 segundos, e que seja totalmente misturado com o ar do volume protegido, alcançando uma concentração mínima de 7%, mas não excedendo 9% em espaços normalmente ocupados.

Descrição dos equipamentos da série Beta da Digisensor Sistemas:

A – Cilindro e Válvula:

O FM-200 é armazenado em cilindros especialmente projetados para alta pressão. Os cilindros série Beta são disponíveis em 3 capacidades diferentes e são carregados com FM-200 a uma densidade até 70 lb/ft³ (1121 Kg/m³) do volume do cilindro. Todos os cilindros são super pressurizados com Nitrogênio seco a uma pressão de 360 psig (2482 KPa), a 21°C. Cada cilindro é equipado com uma etiqueta de identificação, indicando a quantidade carregada de FM-200.

Os cilindros standard providos de um tubo sifão rígido, são projetados para serem instalados somente na posição vertical.

  • Cilindro: Os cilindros de aço são produzidos de acordo com os requerimentos do Department of Transportation (DOT), para gases comprimidos e possui rosca interna NGT para a conexão da válvula do cilindro.
  • Tubo Sifão: Um tubo rígido que se estende desde o pescoço do cilindro, até cerca de 16 mm do fundo do cilindro. Uma flange presa entre a rosca do cilindro e a válvula sustenta o tubo sifão.
  • Válvula do cilindro: Uma válvula operada por pressão, que possui corpo em latão forjado e um tampão fixado ao pescoço do cilindro, que controla a descarga do gás FM-200. Um disco de vedação em bronze e borracha sintética, são conectados por uma haste a um pistão de operação na parte superior da válvula. A razão da força plicada pelo pistão sobre o disco de vedação, é de aproximadamente 3 para 1.

A válvula do cilindro possui 5 conexões externas, como segue:

  • 1. Atuador manual pneumático: Esta conexão roscada tem uma válvula de retenção, servindo como um ponto de ligação para o atuador manual pneumático e para a operação de recarga do cilindro.
  • 2. Medidor de pressão / Válvula solenóide: Esta conexão roscada tem uma válvula de retenção, e serve como ponto de ligação de: Válvula solenóide (com manômetro) para cilindros pilotos. Aparelho medidor de pressão para todos os outros cilindros do sistema.
  • 3. Válvula de segurança: Um disco de ruptura de material não corrosivo, está conectado ao corpo da válvula e serve para proteger o cilindro contra excessiva pressão interna. A pressão de ruptura do disco está entre 850 psi a 1000 psi (5860 KPa a 6895 KPa).
  • 4. Conexão de descarga: Um conector macho 1.1/2” NPT (40 mm) é destinado à ligação com a tubulação dos difusores.
  • 5. Piloto: Uma conexão roscada de ¼” NPT (8 mm) na cabeça da válvula do cilindro, se destina a pressurizar o pistão de operação, para abertura da válvula.

B – Componentes do Completer kit Digisensor Sistemas

É necessário um completer kit piloto ou escravo, para finalizar a instalação de cada cilindro de FM-200. Os componentes do completer kit piloto e escravo, estão detalhados na tabela abaixo:

  • Válvula solenóide: O sistema utiliza uma válvula solenóide piloto para pressurizar o atuador de abertura da válvula. O solenóide deve ser obrigatoriamente supervisionado eletricamente, por um painel de detecção e extinção de incêndio, aprovado por laboratório reconhecido. A tensão de funcionamento é 24 VDC. A válvula solenóide possui um manômetro, um adaptador roscado, válvula de alívio e um anel de vedação.

Atuador Manual Pneumático – S/N 10610729

Este dispositivo é necessário para a atuação manual de um cilindro e é conectado à válvula do cilindro através de uma válvula de retenção. Este é um dispositivo com dois propósitos, tendo um pistão ligado a um pino para abrir a válvula de retenção, quando a pressão piloto é aplicada ao pistão. Com a válvula de retenção aberta, a pressão do cilindro é aplicada através da mangueira piloto, ao pistão do atuador pneumático, abrindo a válvula do cilindro para descarregar o FM-200.

Tubo de Descarga – S/N 20480335

Uma curva 90 graus de aço, com um conector macho 1.1/2” NPT (40 mm) na extremidade, é usado para ligar a válvula de cilindro à tubulação de aço carbono ASTM-A106 Schedule 40, onde estão conectados os difusores de FM-200.

Mangueira Piloto

Mangueiras flexíveis de 3/16” (5 mm) são usadas para interligar os dispositivos de atuação da válvula do cilindro. Estas mangueiras possuem uma capa de fios de aço inoxidável, corpo em teflon e conector de assento cônico ¼” (8 mm) em cada extremidade.

Medidor de Pressão

Em sistemas onde são necessários mais de um cilindro, cada cilindro possui um manômetro com escala colorida, pois assim é possível controlar as condições de pressão em cada um deles.

C – Equipamentos opcionais

Comutador a pressão – S/N 10170089

Uma chave atuada por pressão é usada no sistema para desligar a energia elétrica e vários outros equipamentos como ventilação, ar condicionado e é usada também como uma forma de alarme. Uma chave à prova de explosão pode também ser disponibilizada.

Válvula de retenção – S/N 10610732

A válvula de retenção é usada entre a saída da válvula do cilindro e o tubo coletor de descarga.

A válvula de retenção previne a perda do gás, caso o sistema seja descarregado quando um ou mais cilindros são desconectados, em situações como pesagem ou manutenção geral. A válvula de retenção não é necessária nos sistemas com apenas um cilindro.

Difusores

Os difusores de aço inoxidável com 8 furos, são usados para controlar a descarga do FM-200, tipo 180 ou 360 graus, assegurando que este seja descarregado em no máximo 10 segundos e distribuído homogeneamente na área protegida.

Cilindros Gamma – Chemetron Fire Systems

Os Sistemas FM-200 série Gamma, projetados pela Digisensor Sistemas são sistemas de combate automático de incêndios e são compostos por 4 componentes básicos e respectivos acessórios.

Componentes do gás FM-200

  • Painel de Detecção e Comando
  • Dispositivos de detecção e alarme
  • Completer kit

Características:

  • 1. Os componentes do FM-200 são o agente extintor, suporte de fixação e os
  • difusores de descarga.
  • 2. O painel de detecção e comando é o gerenciador do sistema, sendo usado para
  • monitorar os detectores, temporizar e comandar os dispositivos de alarme e
  • extinção.
  • 3. Os dispositivos de detecção e alarme, são os elementos instalados nos locais
  • protegidos, que descobrem o princípio do incêndio e ativam sinais de alarme
  • sonoros e visuais.
  • 4. Completer Kit são placas de avisos, mangueiras, conexões, manômetro, atuador
  • manual ou válvula solenóide, necessários para operar automaticamente a
  • válvula do cilindro.

O Sistema Gamma e todos os seus componentes, são testados para aplicações de inundação total e deverão ser usados de acordo com os requerimentos da NFPA 2001 – National Fire Protection Association. Uma aplicação do tipo inundação total pode ser definida como a descarga de FM-200 em um determinado volume, que deverá ser mantido estanque, durante e após a descarga. O projeto deste sistema requer que o agente extintor FM-200 seja descarregado de seu cilindro dentro de um período de 10 segundos, e que seja totalmente misturado com o ar do volume protegido, alcançando uma concentração de mínima de 7%, mas não excedendo 9% em espaços normalmente ocupados.

Descrição dos equipamentos da série Gamma da Digisensor Sistemas:

O sistema Gamma permite vazões de descarga mais altas e é particularmente destinado às áreas que necessitam maiores quantidades de FM-200. Segue abaixo uma descrição de vários componentes do sistema:

A – Cilindro e Válvula:

O FM-200 é armazenado em cilindros de aço especialmente projetados para alta pressão.

Os cilindros série Gamma são disponíveis em 4 capacidades diferentes e são carregados com o FM-200 a uma densidade acima de 70 lb/ft³ (1121 Kg/m³) do volume do cilindro. Todos os cilindros são super pressurizados com Nitrogênio seco a uma pressão de 360 psig (2482 KPa), a 21°C. Cada cilindro é equipado com uma etiqueta de identificação, indicando a quantidade carregada de FM-200.

Os cilindros standard são providos de tubo sifão rígido vertical, portanto são projetados para serem instalados somente na posição vertical.

  • Cilindros: São produzidos em aço de acordo com os requerimentos do Department of Transportation (DOT), para gases comprimidos e possui rosca interna NGT para a conexão da válvula do cilindro.
  • Tubo sifão: Um tubo rígido que se estende desde o pescoço do cilindro até cerca de 38 mm do fundo do cilindro.
  • Válvula do cilindro: Uma válvula operada por pressão, que possui corpo em latão forjado e um tampão fixado ao pescoço do cilindro, que controla a descarga do gás FM-200. Um disco de vedação em bronze e borracha sintética, são conectados por uma haste a um pistão de operação na parte superior da válvula. A razão da força aplicada pelo pistão sobre o disco de vedação, é de aproximadamente 3 para 1.

A válvula do cilindro tem 5 conexões externas, como segue:

  • 1. Atuador manual pneumático: Esta conexão roscada tem uma válvula de retenção, servindo como um ponto de ligação para o atuador manual pneumático e para a operação de recarga do cilindro.
  • 2. Medidor de pressão / Válvula solenóide: Esta conexão roscada tem uma válvula de retenção, e serve como ponto de ligação de: Válvula solenóide (com manômetro) para cilindros pilotos.
  • Aparelho medidor de pressão para todos os outros cilindros do sistema.
  • 3. Atuador pneumático: Esta é uma conexão roscada localizada no topo da válvula de cilindro. Funciona como um ponto de ligação para os atuadores pneumáticos.
  • 4. Válvula de segurança: Um disco de ruptura de material não corrosivo, está conectado ao corpo da válvula e serve para proteger o cilindro contra excessiva pressão interna. A pressão de ruptura do disco está entre 850 psi a 1000 psi (5860 KPa a 6895 KPa).
  • 5. Conexão de descarga: Um conector macho 2” NPT (50 mm) é destinado à ligação com a tubulação dos difusores. Esta conexão também pode ser utilizada em sistemas de conexão do tipo grooved.

B – Componentes do Completer kit Digisensor Sistemas

É necessário um completer kit piloto ou escravo, para finalizar a instalação de cada cilindro de FM-200. Os componentes do completer kit piloto e escravo, estão detalhados na tabela abaixo:

  • Válvula solenóide: O sistema utiliza uma válvula solenóide piloto para pressurizar o atuador de abertura da válvula. O solenóide deve ser obrigatoriamente supervisionado eletricamente, por um painel de detecção e extinção de incêndio, aprovado por laboratório reconhecido.
  • A tensão de operação é 24 VDC.
  • A válvula solenóide possui um manômetro, um adaptador roscado, válvula de alívio e um anel de vedação.

Atuador Manual Pneumático – S/N 10610729

Este dispositivo é necessário para a atuação manual de um cilindro e é conectado à válvula do cilindro através de uma válvula de retenção. Este é um dispositivo com dois propósitos, tendo um pistão ligado a um pino para abrir a válvula de retenção, quando a pressão piloto é aplicada ao pistão. Com a válvula de retenção aberta, a pressão do cilindro é aplicada através da mangueira piloto, ao pistão do atuador pneumático, abrindo a válvula do cilindro para descarregar o FM-200.

Atuador Pneumático – S/N 10630022

O atuador pneumático tem um pistão conectado a uma sonda para ativar a válvula de retenção quando a pressão piloto é aplicada ao pistão. Com a válvula de retenção aberta, a pressão acima da válvula do pistão do cilindro é levada à atmosfera rapidamente, fazendo com que a válvula do cilindro se abra.

Válvula de Alívio – S/N 10610731

A válvula de alívio é usada para prevenir o acúmulo de pressão na linha piloto, causado por vazamento acidental através da válvula solenóide, que se totalmente fechada, poderia causar uma descarga falsa do sistema.

Adaptador de descarga – S/N 20710212

Uma conexão com rosca macho 2” NPT (50 mm) e junta de vedação, são usados para estender a saída da válvula do cilindro para o sistema de tubos de aço ASTM-A106 Schedule 40 e os difusores de FM-200. Estes acessórios facilitam a instalação e compensam pequenas diferenças de alinhamento.

Conector Flexível

Mangueiras flexíveis de 3/16” (5 mm) são usadas para interligar os dispositivos de atuação da válvula do cilindro. Estas mangueiras possuem uma capa de fios de aço inoxidável, corpo em teflon e conector de assento cônico ¼” (8 mm) em cada extremidade.

Medidor de pressão

Em sistemas onde são necessários mais de um cilindro, cada cilindro possui um manômetro, pois assim é possível controlar as condições de pressão em cada um deles.

C – Equipamentos opcionais

Comutador a pressão – S/N 10170089

Uma chave atuada por pressão é usada no sistema para desligar a energia elétrica e vários outros equipamentos como ventilação, ar condicionado e é usada também como forma de alarme remoto.

Válvula de retenção – S/N 70610499

A válvula de retenção é usada entre a saída da válvula do cilindro e o tubo coletor de descarga.

A válvula de retenção previne a perda do gás, caso o sistema seja descarregado quando um ou mais cilindros são desconectados, em situações como pesagem ou manutenção geral. A válvula de retenção não é necessária nos sistemas com apenas um cilindro.

Difusores

Os difusores de aço inoxidável com 8 furos, são usados para controlar a descarga do FM-200, tipo 180 ou 360 graus, assegurando que este seja descarregado em no máximo 10 segundos e distribuído homogeneamente na área protegida.

×