ARTIGOS

FAT do Corpo de Bombeiros: entenda o que é isso

Você já ouviu a sigla FAT relacionada ao Corpo de Bombeiros e se perguntou o que era? Talvez você conheça o termo ou mesmo o significado e nunca tenha associado a sigla com o que ela representa.

Mas se você ainda não sabe o que é, tampouco a importância disso para a segurança de edificações, não deixe de conferir esse texto!

Nele você entenderá o significado da sigla FAT, assim como o que ela representa para a estrutura de empresas!

Boa leitura!

O que é FAT?

A sigla FAT vem das palavras “Formulário de Atendimento Técnico”. Esse é um formulário do Corpo de Bombeiros e configura-se como um instrumento administrativo de grande importância na relação entre uma empresa e a citada corporação.

Ele permite que haja uma averiguação a respeito das condições estruturais de uma empresa no âmbito das medidas protetivas na prevenção contra incêndios.

O FAT é o documento utilizado para que sejam realizadas solicitações, atualizações e até mesmo sanar dúvidas à respeito do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) ou do Certificado de Licenciamento do Corpo de Bombeiros (CLCB), além de solicitações referentes à atualizações e retificações de dados do Projeto Técnico (PT) e do Projeto Técnico Simplificado (PTS) das medidas de prevenção e combate a incêndios.

Como adquirir o FAT para a sua empresa?

Para conseguir o FAT junto ao Corpo de Bombeiros atualmente não há burocracia!

Antes mesmo da pandemia, já era possível solicitar o documento através do site do Corpo de Bombeiros do seu estado.

Após encontrar o formulário em questão, é necessário informar alguns dados para proceder com a solicitação do FAT. Em seguida, o próprio site dará uma quantidade de dias para processar as informações.

Para que os requisitos do FAT sejam atendidos, alguns documentos que necessitem de averiguação, cuja relação será indicada no site do Corpo de Bombeiros, também poderão ser necessários para a continuidade do processo e posterior aprovação.

Quem pode solicitar o FAT de uma empresa?

Bem, por ser um documento muito importante e de cunho técnico, sendo considerado uma formalidade da relação com o Corpo de Bombeiros, não é qualquer um que pode solicitar o FAT.

Na realidade, apenas pessoas à frente das empresas podem. Alguns exemplos de pessoas que podem solicitar o FAT são: o proprietário da empresa, responsáveis técnicos (empresa contratada), procurador ou mesmo o responsável pelo uso do FAT.

Ao fim deste texto você deve ter percebido a importância do FAT, que é mais uma metodologia para manter a segurança da sua empresa.

Portanto, se você realmente pensa assim, não deixe de conferir as soluções de segurança da Digisensor, somos especialistas na proteção contra incêndios e explosões!

FAT do Corpo de Bombeiros
×