ARTIGOS

Carga de incêndio: o que é, como calcular e os tipos principais

A carga de incêndio é um fator importante que as empresas precisam considerar ao pensar na segurança da instituição. Este aspecto consta nas definições da Norma Brasileira 14276 de Brigada de Incêndio como um importante conhecimento para o cálculo da carga de incêndios.

Neste artigo, é possível entender mais sobre essa disposição da NBR, bem como aprender de que maneira fazer o cálculo desta carga. Além disso, você também vai conhecer os tipos de carga de incêndios e as suas características.

Portanto, se você está preocupado com a segurança do seu local de trabalho e deseja aprender mais sobre o assunto, confira este artigo!

O que é carga de incêndio?

Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a carga de incêndio corresponde a:

“Soma das energias caloríficas possíveis de serem liberadas pela combustão completa de todos os materiais combustíveis contidos em um espaço, inclusive o revestimento das paredes, divisórias, pisos e tetos…”.

Desse modo, a carga de incêndio tem bastante relevância no projeto de proteção contra incêndio de uma edificação. Afinal, ela quantifica os riscos que um ambiente corre num incêndio, a partir das energias caloríficas presentes.

Como calcular?

Para realizar o levantamento da carga de incêndio, é necessário fazer um cálculo. Para isso, basta utilizar a seguinte expressão contida no Anexo D da NBR 14276:

Qfi = [somatório (Mi x Hi)] / A

Nesta expressão, os valores são referentes a:

  • Qfi: valor total da carga de incêndio [megajoules/ m² de piso];
  • Mi: massa total de cada componente i do material combustível [kg];
  • Hi: potencial calorífico específico de cada componente i [megajoules/kg] tabela D.1;
  • A: e por fim, este representa a área do piso [m²].

Além dos valores, esse resultado também depende do tipo de material que pode pertencer ao Grupo L de explosivos ou de ocupações especiais Grupo M.

Quais são os tipos?

Na realidade, são várias categorias de risco que uma edificação pode ter, dependendo da carga de incêndio que o local apresenta.

Estas categorias dividem-se pelo potencial de danos causado pelo incêndio à edificação, identificado pela sua carga de incêndio, relativa à distância do dispositivo de proteção contra incêndio mais próximo.

Confira abaixo as distâncias:

  • Risco baixo de incêndio (até 300 mJ/m²)  – 25 metros
  • Médio (entre 301 e 1.200 mJ/m²) – 20 metros
  • Risco alto (acima de 1.200 mJ/m²) – 15 metros

Independentemente do nível de carga de incêndio, é fundamental contar com soluções profissionais de proteção contra incêndios. Por este motivo, confira as soluções de alta tecnologia que a Digisensor tem para garantir a segurança de sua empresa!

Carga de incêndio
×