Porta Corta-fogo

Gostou? compartilhe!

Publicado por: Eng.o Guilherme Negraes Jr. e Eng.o Mario Nonaka

Muito mais que uma barreira contra chamas….

Introdução

A empresa Sommer foi fundada em 1890 na cidade de Hof, região norte da Baviera, Alemanha. É uma empresa familiar, estando em sua 4ª geração à frente dos negócios. Possui cerca de 450 funcionários, dos quais mais de 60 são engenheiros especializados em design e construção de portas, portões e sistemas de segurança de alta tecnologia. A Sommer é a mais especializada empresa em portas corta-fogo e de segurança física na Europa e em várias regiões do mundo, possuindo mais de 100 patentes internacionais. Possui o certificado internacional KTA 1401, que a autoriza a projetar e construir equipamentos e fornecê-los para as indústrias e usinas nucleares no mundo. Projetou e fabricou equipamentos para mais de 38 usinas nucleares ao redor do mundo e uma delas, a Usina de Angra 2 no Brasil. Isto atesta o elevado nível de sua engenharia, design e sua competência na produção de equipamentos de alta tecnologia.

Porta Corta-fogo

Porta Corta-fogo

No Brasil as normas elaboradas pela ABNT para portas corta-fogo se baseiam em recomendações e padrões norte americanos, como barreira a chamas. Na Europa, notadamente na Alemanha, o requisito estanqueidade de uma porta corta-fogo é uma característica muito importante, pois a fumaça proveniente de um incêndio é extremamente tóxica e quimicamente corrosiva. Não apenas as chamas devem ser barradas para evitar a propagação do incêndio em áreas adjacentes ao sinistro. Fumaça e gases tóxicos matam pessoas, destroem bens, equipamentos e informações, mesmo que as chamas tenham sido segregadas nas portas.

Sob esta óptica, as estruturas das portas e seus batentes devem ser muito rígidos do ponto de vista mecânico e não permitirem deformações devido às dilatações oriundas de altas temperaturas do incêndio, que levem a aberturas indesejadas entre folha e batente, propiciando a passagem de fumaça e gases. Esta característica de segurança deve contemplar todas as portas corta-fogo desde a classificação F30 até a F180.

As ferragens utilizadas em uma porta corta-fogo, como fechaduras, dobradiças e molas de fechamento, devem ter especificações técnicas precisas, além de testadas e certificadas de acordo com normas, para que o produto final tenha consistência com seu objetivo.

Como um exemplo, para uma classe F90 testada de acordo com a DIN 4102, as portas corta-fogo da Sommer podem ser de 1 folha com dimensões máximas de 1.525mm (L) x 3.010mm (H) ou de duas folhas com de 3.010mm (L) x 3.010mm (H), incluindo bandeira removível superior caso necessário, para fornecimento de certificação oficial. Para dimensões maiores que as mencionadas, a Sommer fornece garantias aos produtos por similaridade.

Portas com elementos estruturais em aço inoxidável, acabamentos especiais e grandes áreas envidraçadas podem ser fornecidas, atendendo tanto ao projeto arquitetônico do projeto, como a resistência ao fogo, balística e intrusão. Entradas de edifícios corporativos, bancos, embaixadas, edifícios públicos, etc., são alguns dos exemplos para este uso.

Porta Corta-fogo

Em geral o mercado de segurança se divide em duas principais áreas:

  • Segurança de Edifícios: para atender a órgãos do Governo, Instalações Militares, Polícias, Embaixadas, Consulados, Data Centers, Prisões, Indústrias de Óleo & Gás, Indústrias Químicas, etc.
  • Alta Segurança: para atender a Usinas nucleares, Geração de energia, Laboratórios, Fabricação de munição, Depósitos de materiais perigosos, Facilities, etc.

Requisitos Adicionais para Portas Corta-fogo

Todos os produtos projetados e fabricados pela Sommer seguem normas e recomendações alemãs / europeias, sendo fornecidos certificados para as especificações e requisitos de segurança nas especificações do projeto do cliente.

Além dos testes padrões previstos pelas DIN EN 4102-5 (resistência ao fogo), DIN EN 13501-2 (classificação de resistência ao fogo), DIN EN 1634-1 (teste de resistência ao fogo), DIN 18095 (resistência à fumaça), BS 476 (teste de incêndio – UK), ANSI / UL 10C (teste de fogo com pressão positiva ), uma série de outras normas e testes são contemplados e devidamente certificados.

Porta Corta-fogo

Além de barreira natural contra chamas e estanqueidade a gases e fumaça, outros requisitos podem ser contemplados no projeto de uma barreira corta-fogo, mediante análise do local a ser protegido e dos riscos existentes, tais como:

  • Estanqueidade a gases, água e querosene: para áreas sujeitas a sinistros e acidentes com gases (p menor 5.000Pa e V menor 1m3/h), água devido a inundações (H= 10mca e V menor 10 l/h) e vazamentos de querosene (V= 0 l/h) em aeroportos e hangares de aeronaves.
Porta Corta-fogo
  • Resistência ao arrombamento: de acordo com a norma DIN EN 1627, com classificação de WK1 a WK7, para evitar intrusão em geral.
Porta Corta-fogo
  • Atenuação de ruído: atenuação de ruídos em até 60dB, de acordo com norma DIN 4109, indicada para salas de geradores de emergência, centrífugas, turbinas, equipamentos com emissão de alta pressão sonora.
  • Resistência balística: de acordo com a norma DIN 1522-1 para armas portáteis, com equivalência e aderência às recomendações e testes do Exército brasileiro.
Porta Corta-fogo
  • Resistência a explosões: para cargas de até 500kgf de TNT.
Porta Corta-fogo

As fotos abaixo são exemplos de portas corta-fogo com resistência à explosão, instaladas em edifícios de Salas de Operação em plantas químicas no Brasil, para proteção de operadores de processo:

Porta Corta-fogo
  • Resistência a radiação: eletromagnética, raios gama.
Porta Corta-fogo

Projetos e Especificações

As especificações do cliente e seus requisitos de projeto são muito importantes na definição do design final do produto. Caso seja necessário, estudos e cálculos estruturais utilizando Elementos Finitos para as estruturas podem ser fornecidos, como memória de cálculo.

Porta Corta-fogo Porta Corta-fogo

Todos os requisitos mencionados podem ser incluídos no projeto, propiciando ampla liberdade de uso adequado de especificações, de modo a atender às premissas necessárias ao projeto final.

Também podem ser inclusos requisitos especiais para resistir a Terremotos, Tornados classe III, Impacto de aeronaves comercias, etc.

A Sommer tem inúmeros produtos voltados à segurança física, sem equivalentes no mercado mundial. Este artigo trata apenas de portas corta-fogo e demais requisitos técnicos que podem ser agregados a estes produtos. Para outros produtos de segurança, visitem o site www.sommer-hof.de. Lá encontrarão outros produtos específicos para resistir a atos Sabotagem, Terrorismo, Prisões, etc.

Mercado Brasileiro

A Sommer está presente no mercado brasileiro desde 2001, com o fornecimento de todas as portas corta-fogo e de proteção física da Usina Nuclear de Angra 2, totalizando mais 980 elementos de segurança. Peças de reposição, apoio de engenharia e assistência técnica tem sido parte do fornecimento.

Vários fornecimentos de portas corta-fogo com resistência balística e de explosão foram instaladas no mercado da indústria de processo e transformação, como na área de Óleo & Gás.

Setores de Infraestrutura crítica para operações de risco também possuem vasta relação de fornecimentos, como Data Centers, Bancos, Indústrias, Empresas de Serviços, etc.

Onde requisitos de desempenho críticos, aliados a design e arquitetura diferenciada foram critérios obrigatórios para garantia e confiabilidade de repetibilidade de ciclos de abertura-fechamento normalizado, automação e supervisão remotas, a Sommer foi o fornecedor eleito para realizar o projeto e o fornecimento.

As empresas Digisensor e ProTecnik são parceiras e representantes oficiais da Sommer no Brasil, tanto no suporte técnico ao projeto, como no fornecimento direto na obra, assessoria de montagem, fornecimento de peças de reposição e contratos de manutenção.

ProTechnik Engenharia Ltda.
Eng. Mario Nonaka (marion@digisensor.com.br) Eng. Guilherme Negraes Jr. (gnegraes@digisensor.com.br)