Soluções

Chemetron Fire Systems

Digisensor Sistemas tem por especialidade o fornecimento completo de sistemas de proteção contra incêndios, contando com um quadro próprio de colaboradores especializados, entre engenheiros, técnicos e projetistas, com efetiva experiência na área e treinamento no exterior.

Chemetron Fire Systems é um dos nomes mais conhecidos nos Estados Unidos como empresa especializada em proteção contra incêndios. Fundada em 1938, por décadas desenvolveu vários equipamentos de combate a incêndio por CO2 com a marca registrada Cardox valves, conhecidas até agora. A partir do Protocolo de Montreal de 1987, que vigorou a partir de 1989, foi líder de mercado no fornecimento de sistemas de proteção por clean agents, principalmente o gás FM-200, heptafluorpropano, produzido pelo laboratório Great Lakes, posteriormente a patente do gás foi adquirida pela DuPont e hoje é produzido pela Chemours.

No final de 2014 a marca Chemetron foi incorporada a outras marcas do grupo UTC/ Kidde Fire Systems.

A Digisensor Sistemas teve a honra de ser o único distribuidor da Chemetron Fire Systems no Brasil por mais de uma década. Desta harmoniosa e fiel parceria que durou de 1997 até 2014, realizamos juntos a proteção contra incêndio de grandes empreendimentos por todo o país.

Devido à qualidade espetacular e longa vida útil dos equipamentos da Chemetron Fire Systems, a engenharia Digisensor ainda possui arquivo de todos os projetos realizados no período, assim como fornecimento de peças de reposição Chemetron, assistência técnica e gerenciamos os contratos de manutenção preventiva no Brasil.

Chemetron Fire Systems, Inc. designs, engineers, manufactures, installs, and supports fire suppression systems for industrial and commercial facilities. It offers clean agent fire suppression systems, control panels, and alarm and detection devices. The company also provides design/build/modernize, commissioning, system inspection, maintenance, and system repair services; and application engineering services, which include audits and surveys, fire protection master plans, code analysis/negotiation, hazard analysis and classification, CAD and drafting services, and retrofits and modernization plans. Its products are used in cement and construction materials manufacturing plants, freezer warehouses, hazardous material storage facilities, heat treating facilities, marine and offshore platforms, metal and printing industries, high airflow environments, business mission-critical assets, power generation facilities, prisons, record storage facilities/archives, refining processes, data center operations, and telecommunication centers. The company’s products are also used in high ceilings, such as shopping malls, exhibition halls, gymnasiums, superstores, churches, high-bay and freezer warehouses, hotels, and aircraft hangers. Chemetron Fire Systems, Inc. marketed its products through a network of distributors in the United States and internationally. Digisensor Sistemas has been the most loyal distributor in Brazil since 1997. The company was founded in 1938 and was based in Matteson, Illinois.

Agentes Limpos

FM-200

Por muitos anos o gás Halon 1301 foi conhecido e reconhecido como um dos mais efetivos e rápidos agentes para o combate a incêndios em riscos elétricos e eletrônicos.

Apesar de todos os benefícios, o Halon 1301 era também considerado prejudicial ao meio ambiente, pois apresenta grande potencial de destruição da camada de Ozônio da atmosfera.

A produção de FM-200 se iniciou após a interrupção da fabricação do gás Halon 1301 em 1993, e é considerado atualmente o melhor agente substituto para o gás

Halon, sendo utilizado com sucesso no mundo inteiro.

O seu mecanismo de supressão do fogo é ativo, onde o incêndio é resfriado fisicamente a nível molecular, inibindo a reação em cadeia da combustão, e assim, prevenindo maiores perdas nas áreas protegidas, bem como riscos aos seres humanos.

O gás FM-200 é especialmente usado na proteção de equipamentos eletrônicos delicados e de alto valor, pois não deixa resíduos corrosivos, nem provoca choques térmicos ou condensação.

Este gás é utilizado em áreas ocupadas por pessoas, pois não é considerado tóxico nem asfixiante, nas concentrações de 7 a 9%, permitidas na norma NFPA 2001(National Fire Protection Association).

O gás FM-200 possui ODP (potencial de destruição da camada de Ozônio) igual a zero, não sendo prejudicial à atmosfera e ao meio ambiente.

Cilindros Beta – Chemetron Fire Systems

Os Sistemas FM-200 série Beta projetados pela Digisensor, são sistemas de combate automático de incêndios e são compostos por 4 componentes básicos e respectivos acessórios.

  • Componentes do gás FM-200
  • Painel de detecção e comando
  • Dispositivos de detecção e alarme
  • Completer kit

Características:

  • 1. Os componentes do FM-200 são o agente extintor, suporte de fixação do cilindro e os difusores de descarga.
  • 2. O painel de detecção e comando é o gerenciador do sistema, sendo usado para monitorar os detectores, temporizar e comandar os dispositivos de alarme e extinção.
  • 3. Os dispositivos de detecção e alarme, são os elementos instalados nos locais protegidos, que descobrem o princípio de incêndio e ativam sinais de alarme sonoros e visuais.
  • 4. Completer kit são as mangueiras, conexões, manômetro, atuador manual e válvula solenóide, necessários para operar automaticamente a válvula do cilindro.

O Sistema Beta e todos os seus componentes, são testados para aplicações de inundação total e deverão ser usados de acordo com os requerimentos da NFPA 2001 – National Fire Protection Association. Uma aplicação do tipo inundação total, pode ser definida como a descarga de FM-200 em um determinado volume, que deverá ser mantido estanque, durante e após a descarga.

O projeto deste sistema requer que o agente extintor FM-200 seja descarregado de seu cilindro dentro de um período de 10 segundos, e que seja totalmente misturado com o ar do volume protegido, alcançando uma concentração mínima de 7%, mas não excedendo 9% em espaços normalmente ocupados.

Descrição dos equipamentos da série Beta da Digisensor Sistemas:

A – Cilindro e Válvula:

O FM-200 é armazenado em cilindros especialmente projetados para alta pressão. Os cilindros série Beta são disponíveis em 3 capacidades diferentes e são carregados com FM-200 a uma densidade até 70 lb/ft³ (1121 Kg/m³) do volume do cilindro. Todos os cilindros são super pressurizados com Nitrogênio seco a uma pressão de 360 psig (2482 KPa), a 21°C. Cada cilindro é equipado com uma etiqueta de identificação, indicando a quantidade carregada de FM-200.

Os cilindros standard providos de um tubo sifão rígido, são projetados para serem instalados somente na posição vertical.

  • Cilindro: Os cilindros de aço são produzidos de acordo com os requerimentos do Department of Transportation (DOT), para gases comprimidos e possui rosca interna NGT para a conexão da válvula do cilindro.
  • Tubo Sifão: Um tubo rígido que se estende desde o pescoço do cilindro, até cerca de 16 mm do fundo do cilindro. Uma flange presa entre a rosca do cilindro e a válvula sustenta o tubo sifão.
  • Válvula do cilindro: Uma válvula operada por pressão, que possui corpo em latão forjado e um tampão fixado ao pescoço do cilindro, que controla a descarga do gás FM-200. Um disco de vedação em bronze e borracha sintética, são conectados por uma haste a um pistão de operação na parte superior da válvula. A razão da força plicada pelo pistão sobre o disco de vedação, é de aproximadamente 3 para 1.

A válvula do cilindro possui 5 conexões externas, como segue:

  • 1. Atuador manual pneumático: Esta conexão roscada tem uma válvula de retenção, servindo como um ponto de ligação para o atuador manual pneumático e para a operação de recarga do cilindro.
  • 2. Medidor de pressão / Válvula solenóide: Esta conexão roscada tem uma válvula de retenção, e serve como ponto de ligação de: Válvula solenóide (com manômetro) para cilindros pilotos. Aparelho medidor de pressão para todos os outros cilindros do sistema.
  • 3. Válvula de segurança: Um disco de ruptura de material não corrosivo, está conectado ao corpo da válvula e serve para proteger o cilindro contra excessiva pressão interna. A pressão de ruptura do disco está entre 850 psi a 1000 psi (5860 KPa a 6895 KPa).
  • 4. Conexão de descarga: Um conector macho 1.1/2” NPT (40 mm) é destinado à ligação com a tubulação dos difusores.
  • 5. Piloto: Uma conexão roscada de ¼” NPT (8 mm) na cabeça da válvula do cilindro, se destina a pressurizar o pistão de operação, para abertura da válvula.

B – Componentes do Completer kit Digisensor Sistemas

É necessário um completer kit piloto ou escravo, para finalizar a instalação de cada cilindro de FM-200. Os componentes do completer kit piloto e escravo, estão detalhados na tabela abaixo:

  • Válvula solenóide: O sistema utiliza uma válvula solenóide piloto para pressurizar o atuador de abertura da válvula. O solenóide deve ser obrigatoriamente supervisionado eletricamente, por um painel de detecção e extinção de incêndio, aprovado por laboratório reconhecido. A tensão de funcionamento é 24 VDC. A válvula solenóide possui um manômetro, um adaptador roscado, válvula de alívio e um anel de vedação.

Atuador Manual Pneumático – S/N 10610729

Este dispositivo é necessário para a atuação manual de um cilindro e é conectado à válvula do cilindro através de uma válvula de retenção. Este é um dispositivo com dois propósitos, tendo um pistão ligado a um pino para abrir a válvula de retenção, quando a pressão piloto é aplicada ao pistão. Com a válvula de retenção aberta, a pressão do cilindro é aplicada através da mangueira piloto, ao pistão do atuador pneumático, abrindo a válvula do cilindro para descarregar o FM-200.

Tubo de Descarga – S/N 20480335

Uma curva 90 graus de aço, com um conector macho 1.1/2” NPT (40 mm) na extremidade, é usado para ligar a válvula de cilindro à tubulação de aço carbono ASTM-A106 Schedule 40, onde estão conectados os difusores de FM-200.

Mangueira Piloto

Mangueiras flexíveis de 3/16” (5 mm) são usadas para interligar os dispositivos de atuação da válvula do cilindro. Estas mangueiras possuem uma capa de fios de aço inoxidável, corpo em teflon e conector de assento cônico ¼” (8 mm) em cada extremidade.

Medidor de Pressão

Em sistemas onde são necessários mais de um cilindro, cada cilindro possui um manômetro com escala colorida, pois assim é possível controlar as condições de pressão em cada um deles.

C – Equipamentos opcionais

Comutador a pressão – S/N 10170089

Uma chave atuada por pressão é usada no sistema para desligar a energia elétrica e vários outros equipamentos como ventilação, ar condicionado e é usada também como uma forma de alarme. Uma chave à prova de explosão pode também ser disponibilizada.

Válvula de retenção – S/N 10610732

A válvula de retenção é usada entre a saída da válvula do cilindro e o tubo coletor de descarga.

A válvula de retenção previne a perda do gás, caso o sistema seja descarregado quando um ou mais cilindros são desconectados, em situações como pesagem ou manutenção geral. A válvula de retenção não é necessária nos sistemas com apenas um cilindro.

Difusores

Os difusores de aço inoxidável com 8 furos, são usados para controlar a descarga do FM-200, tipo 180 ou 360 graus, assegurando que este seja descarregado em no máximo 10 segundos e distribuído homogeneamente na área protegida.

Cilindros Gamma – Chemetron Fire Systems

Os Sistemas FM-200 série Gamma, projetados pela Digisensor Sistemas são sistemas de combate automático de incêndios e são compostos por 4 componentes básicos e respectivos acessórios.

Componentes do gás FM-200

  • Painel de Detecção e Comando
  • Dispositivos de detecção e alarme
  • Completer kit

Características:

  • 1. Os componentes do FM-200 são o agente extintor, suporte de fixação e os
  • difusores de descarga.
  • 2. O painel de detecção e comando é o gerenciador do sistema, sendo usado para
  • monitorar os detectores, temporizar e comandar os dispositivos de alarme e
  • extinção.
  • 3. Os dispositivos de detecção e alarme, são os elementos instalados nos locais
  • protegidos, que descobrem o princípio do incêndio e ativam sinais de alarme
  • sonoros e visuais.
  • 4. Completer Kit são placas de avisos, mangueiras, conexões, manômetro, atuador
  • manual ou válvula solenóide, necessários para operar automaticamente a
  • válvula do cilindro.

O Sistema Gamma e todos os seus componentes, são testados para aplicações de inundação total e deverão ser usados de acordo com os requerimentos da NFPA 2001 – National Fire Protection Association. Uma aplicação do tipo inundação total pode ser definida como a descarga de FM-200 em um determinado volume, que deverá ser mantido estanque, durante e após a descarga. O projeto deste sistema requer que o agente extintor FM-200 seja descarregado de seu cilindro dentro de um período de 10 segundos, e que seja totalmente misturado com o ar do volume protegido, alcançando uma concentração de mínima de 7%, mas não excedendo 9% em espaços normalmente ocupados.

Descrição dos equipamentos da série Gamma da Digisensor Sistemas:

O sistema Gamma permite vazões de descarga mais altas e é particularmente destinado às áreas que necessitam maiores quantidades de FM-200. Segue abaixo uma descrição de vários componentes do sistema:

A – Cilindro e Válvula:

O FM-200 é armazenado em cilindros de aço especialmente projetados para alta pressão.

Os cilindros série Gamma são disponíveis em 4 capacidades diferentes e são carregados com o FM-200 a uma densidade acima de 70 lb/ft³ (1121 Kg/m³) do volume do cilindro. Todos os cilindros são super pressurizados com Nitrogênio seco a uma pressão de 360 psig (2482 KPa), a 21°C. Cada cilindro é equipado com uma etiqueta de identificação, indicando a quantidade carregada de FM-200.

Os cilindros standard são providos de tubo sifão rígido vertical, portanto são projetados para serem instalados somente na posição vertical.

  • Cilindros: São produzidos em aço de acordo com os requerimentos do Department of Transportation (DOT), para gases comprimidos e possui rosca interna NGT para a conexão da válvula do cilindro.
  • Tubo sifão: Um tubo rígido que se estende desde o pescoço do cilindro até cerca de 38 mm do fundo do cilindro.
  • Válvula do cilindro: Uma válvula operada por pressão, que possui corpo em latão forjado e um tampão fixado ao pescoço do cilindro, que controla a descarga do gás FM-200. Um disco de vedação em bronze e borracha sintética, são conectados por uma haste a um pistão de operação na parte superior da válvula. A razão da força aplicada pelo pistão sobre o disco de vedação, é de aproximadamente 3 para 1.

A válvula do cilindro tem 5 conexões externas, como segue:

  • 1. Atuador manual pneumático: Esta conexão roscada tem uma válvula de retenção, servindo como um ponto de ligação para o atuador manual pneumático e para a operação de recarga do cilindro.
  • 2. Medidor de pressão / Válvula solenóide: Esta conexão roscada tem uma válvula de retenção, e serve como ponto de ligação de: Válvula solenóide (com manômetro) para cilindros pilotos.
  • Aparelho medidor de pressão para todos os outros cilindros do sistema.
  • 3. Atuador pneumático: Esta é uma conexão roscada localizada no topo da válvula de cilindro. Funciona como um ponto de ligação para os atuadores pneumáticos.
  • 4. Válvula de segurança: Um disco de ruptura de material não corrosivo, está conectado ao corpo da válvula e serve para proteger o cilindro contra excessiva pressão interna. A pressão de ruptura do disco está entre 850 psi a 1000 psi (5860 KPa a 6895 KPa).
  • 5. Conexão de descarga: Um conector macho 2” NPT (50 mm) é destinado à ligação com a tubulação dos difusores. Esta conexão também pode ser utilizada em sistemas de conexão do tipo grooved.

B – Componentes do Completer kit Digisensor Sistemas

É necessário um completer kit piloto ou escravo, para finalizar a instalação de cada cilindro de FM-200. Os componentes do completer kit piloto e escravo, estão detalhados na tabela abaixo:

  • Válvula solenóide: O sistema utiliza uma válvula solenóide piloto para pressurizar o atuador de abertura da válvula. O solenóide deve ser obrigatoriamente supervisionado eletricamente, por um painel de detecção e extinção de incêndio, aprovado por laboratório reconhecido.
  • A tensão de operação é 24 VDC.
  • A válvula solenóide possui um manômetro, um adaptador roscado, válvula de alívio e um anel de vedação.

Atuador Manual Pneumático – S/N 10610729

Este dispositivo é necessário para a atuação manual de um cilindro e é conectado à válvula do cilindro através de uma válvula de retenção. Este é um dispositivo com dois propósitos, tendo um pistão ligado a um pino para abrir a válvula de retenção, quando a pressão piloto é aplicada ao pistão. Com a válvula de retenção aberta, a pressão do cilindro é aplicada através da mangueira piloto, ao pistão do atuador pneumático, abrindo a válvula do cilindro para descarregar o FM-200.

Atuador Pneumático – S/N 10630022

O atuador pneumático tem um pistão conectado a uma sonda para ativar a válvula de retenção quando a pressão piloto é aplicada ao pistão. Com a válvula de retenção aberta, a pressão acima da válvula do pistão do cilindro é levada à atmosfera rapidamente, fazendo com que a válvula do cilindro se abra.

Válvula de Alívio – S/N 10610731

A válvula de alívio é usada para prevenir o acúmulo de pressão na linha piloto, causado por vazamento acidental através da válvula solenóide, que se totalmente fechada, poderia causar uma descarga falsa do sistema.

Adaptador de descarga – S/N 20710212

Uma conexão com rosca macho 2” NPT (50 mm) e junta de vedação, são usados para estender a saída da válvula do cilindro para o sistema de tubos de aço ASTM-A106 Schedule 40 e os difusores de FM-200. Estes acessórios facilitam a instalação e compensam pequenas diferenças de alinhamento.

Conector Flexível

Mangueiras flexíveis de 3/16” (5 mm) são usadas para interligar os dispositivos de atuação da válvula do cilindro. Estas mangueiras possuem uma capa de fios de aço inoxidável, corpo em teflon e conector de assento cônico ¼” (8 mm) em cada extremidade.

Medidor de pressão

Em sistemas onde são necessários mais de um cilindro, cada cilindro possui um manômetro, pois assim é possível controlar as condições de pressão em cada um deles.

C – Equipamentos opcionais

Comutador a pressão – S/N 10170089

Uma chave atuada por pressão é usada no sistema para desligar a energia elétrica e vários outros equipamentos como ventilação, ar condicionado e é usada também como forma de alarme remoto.

Válvula de retenção – S/N 70610499

A válvula de retenção é usada entre a saída da válvula do cilindro e o tubo coletor de descarga.

A válvula de retenção previne a perda do gás, caso o sistema seja descarregado quando um ou mais cilindros são desconectados, em situações como pesagem ou manutenção geral. A válvula de retenção não é necessária nos sistemas com apenas um cilindro.

Difusores

Os difusores de aço inoxidável com 8 furos, são usados para controlar a descarga do FM-200, tipo 180 ou 360 graus, assegurando que este seja descarregado em no máximo 10 segundos e distribuído homogeneamente na área protegida.

CO2 ALTA PRESSÃO

Os sistemas de combate com dióxido de carbono ou CO2 são projetados pela Digisensor Sistemas conforme NFPA 12 e podem ser de alta pressão, quando o CO2 é armazenado em cilindros de 45 kg de capacidade, à pressão de 860 psi (60 bar) a 21C ou baixa pressão da Chemetron Fire Systems para locais onde grande quantidade de CO2 é necessária, quando o CO2 é armazenado em tanques refrigerados de 2 a 10 toneladas de capacidade, à pressão de 300 psi (21 bar).

O Sistema de CO2 da Digisensor Sistemas pode ser aplicado tanto pelo método de inundação total como pelo método de aplicação local. No caso de inundação total, o ambiente protegido recebe uma concentração de CO2 calculada de acordo com o volume da sala e do tipo de risco protegido.

Em aplicações locais, o CO2 é descarregado diretamente no local protegido, com concentração suficiente para a cobertura de uma área ou volume específico, durante um tempo mínimo de 30 segundos, criando uma atmosfera inerte numa área pré-definida.

Especialmente indicado para locais não habitados com riscos elétricos e líquidos combustíveis, penetra em todas as aberturas do local protegido, extinguindo o incêndio rapidamente quando projetado de acordo com a norma NFPA 12. Não requer limpeza, não deixando resíduos após a descarga, sendo eficiente e econômico na recarga.

O CO2, assim como os agentes tipo aerosol citado na NFPA 2010, não são considerados agentes limpos.

CO2 BAIXA PRESSÃO

LPCO2 – Chemetron Low Pressure Carbon Dioxide System

CO2 Low pressure storage units – Chemetron carbon dioxide system keeps carbon dioxide (CO2 ) stored, mostly as a liquid, at approximately 300 psi (2070 kPa) and 0ºF (- 17.8ºC). It is maintained at near this pressure by mechanical refrigeration. When needed, operation of the refrigeration system cools and condenses CO2 vapor in the vapor space of the unit, thus converting it to liquid and reducing the pressure. The Chemetron storage unit is very well insulated, keeping to a minimum the heat transfer to the CO2 from the warmer ambient air of the storage location. A slight rise in storage pressure from this heat input starts the refrigeration cycle described herein. Stored as a liquid at an ambient temperature of 70ºF (21ºC) carbon dioxide has a vapor pressure of approximately 850 psi (5865 kPa). Thus, high pressure cylinders are used for storage and it is designated is High Pressure CO2 . The Digisensor Sistemas manual explains low pressure storage and describes the wide range of storage units available. The storage of CO2 in the “Low Pressure” state has numerous advantages over cylinder storage. The features of this storage and the resultant advantages continue over the following pages. Advantages economy low pressure units store liquid CO2 , to as much as 100 tons or more, in a single lightweight vessel filled to over 90% of its water capacity. In contrast, cylinders have a maximum capacity of 100 lbs (45.0 kg) each, filled to 68% of their water capacity. The Chemetron Low Pressure System designed by Digisensor Sistemas results in lower storage costs for high capacity systems.

Multiple hazard protection – Low Pressure Systems facilitate the design of simultaneous protection of more than one hazard from one piping system.

Multiple Discharge Capability – A second or multiple discharge, depending on storage unit capacity, is immediately available without any switchover to the reserve.

Reserve Supply – A reserve supply is easily obtained by merely increasing the storage unit size; no complicated manifolding and valving is required. After one discharge, the reserve supply provides uninterrupted protection during the interval preceding recharge of the unit to full capacity

Chemetron Fire Systems, Inc. marketed its products through a network of distributors in the United States and internationally. Digisensor Sistemas has been the most loyal distributor in Brazil since 1997. The company was founded in 1938 and was based in Matteson, Illinois.

LPCO2 – Sistema de CO2 baixa pressão – Digisensor Sistemas

Os sistemas de combate com gás CO2 da Digisensor Sistemas são projetados conforme NFPA 12 e podem ser de alta pressão, quando o CO2 é armazenado em cilindros de 45 kg de capacidade, à pressão de 860 psi (60 bar) a 21C ou baixa pressão da Chemetron Fire Systems para locais onde grande quantidade de CO2 é necessária, quando o CO2 é armazenado em tanques refrigerados de 2 a 10 toneladas de capacidade, à pressão de 300 psi (21 bar).

O sistema de CO2 da Digisensor Sistemas pode ser aplicado tanto pelo método de inundação total como pelo método de aplicação local. No caso de inundação total, o ambiente protegido recebe uma concentração de CO2 calculada de acordo com o volume da sala e do tipo de risco protegido.

Em aplicações locais, o CO2 é descarregado diretamente no local protegido, com concentração suficiente para a cobertura de uma área ou volume específico, durante um tempo mínimo de 30 segundos, criando uma atmosfera inerte numa área pré-definida.

Especialmente indicado para locais não habitados com riscos elétricos e líquidos combustíveis, penetra em todas as aberturas do local protegido, extinguindo o incêndio rapidamente quando projetado de acordo com a NFPA 12. Não requer limpeza, não deixando resíduos após a descarga, sendo eficiente e econômico na recarga.

O CO2, assim como os agentes tipo aerosol citado na NFPA 2010, não são considerados agentes limpos.